O Rio

12.75

O Rio surgiu durante uma viagem à India, numa altura de profundo retiro introspectivo. Esta obra experimental insere-se numa nova abordagem no estar literário, onde o ensaio diarístico se cruza com a ficção.

Neste abandono de regras literárias, por vezes acontece o imiscuir emocional, numa quase possessão por parte das entidades fictícias que se entranham no universo psicológico da autora, levando-a para além de si, numa total entrega a universos desconhecidos onde ela é mera visitante.

Em prosa poética, esta obra abre a possibilidade ao leitor de se deixar levar no fluir ou no voo do condor e vogar no folhear das páginas, mergulhar no novo e abrir portas a um outro entendimento, o que ainda espera por dentro.

Categoria:

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O Rio”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *