Mulher Procura Companheiro

13.25

Neste livro de novelas, o ser humano é apresentado em situações, tempos e espaços muito diferenciados. Em “As plantas do Alberto” acompanhamos homens e mulheres – aqueles que a sociedade remete para a prateleira e a quem chama de reformas – obstinados na busca daquilo que dá pelo nome de felicidade. Sente-se que se vai perdendo algo ao longo dos dias, a irreversibilidade da vida sendo cada vez mais fundo, mas não se desiste de celebrar essa mesma vida. De experimentar caminhos alternativos. É o que fazem Jaime e Marieta.

As restantes novelas passam-se em Moçambique e reportam-nos a um tempo de conflitos pessoais gerados pela guerra colonial. Eram homens que iam lutar, mas das companheiras, ai delas, esperava-se que fossem fortes, “a mala oculta e abnegada necessária ao normal funcionamento de toda a engrenagem militar”. E quando elas, inesperadamente, se sentem traídas, substituídas, postas de lado, é aí que se vai pôr à prova a capacidade de sobrevivência destas mulheres, companheiras de militares à força, que se sentiam na pele de “cruzados a defender o ocidente no seu flanco africano”. Beira, Lourenço Marques, Nampula. As teses suicidas do kaulzo e do Jorge Jardim cada vez mais exequíveis.

E, no fim, a pressa em encher os contentores, esses cárceres de madeira onde iam cabendo mãos cheias de sonhos e suor. Mas também a persistência da luz azul, a grandiosidade cósmica das noites onde só o silêncio tinha voz, o calor que amadurecia as papoilas da nossa sede. Depois, o retorno inevitável, porque a vida não pára. E a consciência da nossa mortalidade empurra-nos em prolongamentos de vidas diferentes. Em lugares diferentes.

REF: 978-989-8720-17-7 Categoria:

Informação adicional

Peso 0.27 kg

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Mulher Procura Companheiro”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *